stake
Compartilhe

Black Friday: 6 dicas para aumentar as vendas na data queridinha do consumidor

Quem empreende deve se preparar para não perder a chance de garantir lucro, entre outros benefícios para o negócio
PorRedação
stake
Compartilhe

Tradicionalmente, a data da Black Friday no calendário promocional é a última sexta-feira de novembro. Neste ano, cai no dia 24, mas durante todo o mês de novembro as ofertas aparecem pelo comércio nos mais diversos segmentos, nas lojas físicas e on-line. O empreendedor que quiser aproveitar o período para vender mais deve ter um mínimo de planejamento para definir a melhor estratégia, avaliando os produtos ou serviços que serão destacados, bem como o seu público-alvo e os descontos que serão oferecidos.

No caso do segmento de serviços, recomenda-se ao dono do pequeno negócio avaliar sua capacidade operacional com antecedência e estabelecer condições de uso da oferta bem claras. O analista de Competitividade do Sebrae Nacional Flávio Petry explica que o brasileiro já incorporou a Black Friday em seu hábito de consumo e, mesmo que não saiba exatamente o que procura ou sua necessidade, busca aproveitar o momento pelo desejo de economizar.

Confira 6 dicas práticas para potencializar as vendas nesta data:

  1. A Black Friday não acaba no dia 24. “A data faz parte da experiência de consumo e contribui para se aproximar do cliente. O pós-venda também pode ser um diferencial ao reverter uma situação negativa que tenha ocorrido durante a campanha ou abrir um canal de relacionamento”, ressalta Petry.
  2.  Não precisa abaixar o preço de todos os produtos. “O dono do pequeno negócio deve tomar cuidado para não operar no vermelho e ficar atento se uma estratégia de saldão não vai gerar prejuízo”, alerta o especialista.
  3. Defina sua tática de vendas: escolha uma categoria de produtos para destacar as ofertas ou crie combos promocionais com itens que equilibrem as margens de lucro, oferecendo descontos progressivos, por exemplo.
  4. Atenção especial à precificação: avalie todos os custos envolvidos nos pontos físico e digital. “É importante entender o que oferecer e em quais condições em cada canal de venda. Coloque isso na ponta do lápis para não correr riscos”.
  5. Engaje sua equipe: o envolvimento dos colaboradores pode contribuir para resultados mais significativos. “Explique para sua equipe qual é a meta pretendida e a lógica está por trás daquela estratégia”, orienta o analista do Sebrae.
  6. Seja transparente: os consumidores estão atentos aos preços e começam a pesquisar os produtos e serviços do seu interesse antes da data. A expressão “Black Fraude” tornou-se conhecida após a frustração com alguns descontos oferecidos.

De acordo com Flávio Petry, a data é uma oportunidade para agregar valor ao negócio e mostrar que o consumidor está recebendo uma oferta especial. “Saiba balancear a expectativa do seu cliente. Algumas pessoas buscam descontos expressivos, enquanto outras buscam melhores condições de entrega e disponibilidade do serviço”, acrescenta o analista do Sebrae.

  • Black Friday
  • Comércio
  • promoções