5gbetxzAtualização
Compartilhe

Empreendedores e especialistas repassam lições para participantes do Startup Day

O Startup Day no RN teve uma programação intensa com palestras e interação entre empreendedores de sucesso convidados e participantes que estão iniciando uma startup
PorASN RN
5gbetxzAtualização
Compartilhe

A realização do Startup Day no Rio Grande do Norte, no último sábado (27), proporcionou uma imersão no mundo das startups e da inovação. O evento mobilizou e reuniu simultaneamente comunidades de startups de cidades potiguares, situadas em sete diferentes regiões do estado. Um dos aspectos mais positivos do movimento, que acontece em todo o país, foi a diversidade de palestrantes e temas abordados.

Os participantes tiveram a oportunidade de conversar, interagir e aprender lições importantes com renomados idealizadores de startups de sucesso e empreendedores convidados. Uma aproximação que instiga o espírito empreendedor de quem está começando a transformar ideias em negócio.

A nona edição do Startup Day reuniu centenas de palestrantes dispostos a repassar ensinamentos importantes na trajetória rumo ao sucesso e a compartilhar os principais desafios superados, inspirando assim mais de 1,5 mil participantes inscritos no evento.

Foto: Vitória Oliveira

“O Startup Day desse ano foi histórico. Mais uma vez o Rio Grande do Norte e os nossos ecossistemas de inovação mostram sua força. Dão assim demonstração do potencial de atrair novas pessoas e de juntar empreendedores para compartilhar experiências. O conhecimento que se tem aqui sobre o sobre negócios inovadores é muito grande e ajuda quem está começando”, analisa o gestor do Projeto de Startups do Sebrae-RN, Carlos von Sohsten.

O analista do Sebrae-RN classifica esta edição do Startup Day como o maior evento de startups do país e como o maior movimento de negócios inovadores de base tecnológica. “O evento deste ano foi incrível e foi o ‘start’ para o GO!RN 2023, que vem aí com muita inovação, conteúdos, mais experiências e muitas oportunidades”, adianta Carlos von Sohsten.

No Seridó

O GO!RN 2023 deve seguir o sucesso do Startup Day, considerado marcante pelos participantes. Em Caicó, os participantes saíram do evento motivados e inspirados. O evento contou com a participação de seis palestrantes convidados, que compartilharam suas experiências e insights com uma plateia ávida por conhecimento. O evento teve início às 13h com a palestra “Ideação: o start para uma jornada de sucesso”, ministrada por Bárbara Lopes. Em um bate-papo descontraído e inspirador, Bárbara discutiu as principais etapas do processo de criação de uma startup e como transformar uma ideia em um negócio de sucesso.

Foto: Vitória Oliveira

Na sequência, às 14h, foi a vez de Jéssica Tinôco apresentar o “Case de Sucesso: Startup SOL”. A empreendedora compartilhou sua trajetória e os desafios enfrentados na criação e consolidação de sua startup, destacando os pontos-chaves que a levaram ao sucesso. Após uma breve pausa para o Coffee Break & Networking, os participantes retornaram para o painel “Empresas Incubadas – um bate-papo incrível com 3 empreendedores do RN em inovação e tecnologia”.

Alef Pontes, Ari Oliveira e Naedja Araújo trouxeram suas experiências como empreendedores incubados, abordando os desafios e oportunidades encontrados nesse ecossistema promissor. O evento prosseguiu com a apresentação de Leonardo Costa, que discutiu o “Ecossistema Local de Inovação”. Em seu pitch, Costa apresentou o panorama atual da inovação em Caicó, destacando os recursos disponíveis e as oportunidades de crescimento para startups na região.

Para encerrar, Renata Kelly subiu ao palco para falar sobre “Comunidades – Potiguaras Valley”. Em seu talk inspirador, ela destacou a importância das comunidades de empreendedores no desenvolvimento de ecossistemas de inovação e compartilhou histórias de sucesso do Potiguaras Valley.

Empresa tradicional x startup

Em Natal, o ritmo de palestras também foi intenso ao longo de todo o dia, com programações no Sebraelab e no campus da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), na Zona Norte da capital. Um dos destaques foi a palestra da consultora Daysi Mendes, que falou sobre a cultura do Match, abordando como estabelecer relação entre empresas e startups.

Foto: Vitória Oliveira

“O primeiro grande desafio da empresa é encontrar essas startups. Elas precisam ser encontráveis, ter uma presença digital com um site ou um perfil. Na hora em que a empresa tiver um desafio, vai saber qual é a startup que tem a solução para o problema. Do outro lado, as startups têm por desafio entender a linguagem da empresa como as questões jurídicas. É uma queixa recorrente. Então, é bacana a startup já contar com uma consultoria especializada e definir bem os objetivos e as expectativas. E após, é só conversa mesmo para resolver”, recomenda a consultora.

Empreendedorismo social para dar certo

Outro destaque durante as palestras foi a abordagem do empreendedor social Tiago Mochileiro, que explicou o papel do negócio social e a relação com a viabilidade financeira.

Foto: Vitória Oliveira

“Além de gerar transformação na base da pirâmide, onde comunidades ou pessoas não têm acesso a alguns tipos de serviços e produtos, o negócio também tem que se sustentar financeiramente. Nesses produtos e na sua missão de existir, a startup de impacto precisa ser reconhecida e promover esses acessos e inclusões. Ter uma cadeia de pessoas de pessoas transformadas e impactadas pela sua atividade. Hoje, o cliente compra de empresas que se importam com alguma causa, mas que se importam de forma efetiva, que consigam de fato comprovar que ajudam a comunidade”.

Tiago encara o negócio social como uma grande resposta e solução para algumas lacunas onde políticas públicas não chegam. “Vários negócios sociais existem não para substituir, mas para suprir essas carências, principalmente na base da pirâmide. É lá, onde estão as classes C, D e E, que são as mais vulneráveis”, conclui o empreendedor.