w55.tw - Mamulengo – w55.tw – w55.twhttps://www.wxhxkjgs.comAcesse conteúdos jornalísticos, nos mais variados formatos, focados na informação como aliada das micro e pequenas empresasFri, 20 Oct 2023 18:47:52 +0000pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=6.2.3w55.tw - Mamulengo – w55.tw – w55.twhttps://www.wxhxkjgs.com/cultura-empreendedora/crab-recebe-obras-de-artesanato-consideradas-patrimonio-cultural-do-brasil/Fri, 20 Oct 2023 18:38:59 +0000https://www.wxhxkjgs.com/?p=17796A exposição “Bens do Brasil: gente, saberes e tradições”, promovida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em parceria com o Sebrae, foi inaugurada nessa quinta-feira (19), no Centro de Referência do Artesanato Brasileiro do Sebrae (CRAB), no Rio de Janeiro, em evento para convidados. A mostra reúne objetos e narrativas associadas a 11 bens culturais registrados pelo Iphan como patrimônio cultural do Brasil. Interessados podem conferir a exposição, que tem entrada gratuita, até 18 de novembro.

Abertura da exposição “Bens do Brasil: gente, saberes e tradições” no Centro de Referência do Artesanato Brasileiro do Sebrae (CRAB). Foto: Pedro Brandão.

“Esta é uma mostra bastante significativa porque tem relação direta com o objetivo dessa parceria com o Sebrae. Também enxergamos nessa exibição um suporte de comercialização desses bens imateriais, demonstrando as possibilidades de incremento à economia da cultura. Isso aumenta as condições de cidadania do artesão e da economia de sua região”, afirmou Deyvesson Gusmão, diretor de Patrimônio Imaterial do Iphan.

O diretor de Desenvolvimento do Sebrae RJ, Sergio Malta, celebrou a parceria com o Iphan para a realização da mostra: “O patrimônio cultural brasileiro é a maior riqueza deste país. Como somos um povo rico em tradição e valores, ele torna-se um legado que precisamos mostrar ao mundo. Com essa exposição, o CRAB reforça sua missão de levar ao público a potência de nossa cultura e da produção de artesanato do país”.

Exposição “Bens do Brasil: gente, saberes e tradições” no Centro de Referência do Artesanato Brasileiro do Sebrae (CRAB). Foto: Pedro Brandão.

Dos brinquedos de miriti que circulam em Belém (PA), durante o Círio de Nazaré, aos produtos comercializados na Feira de Caruaru (PB), a exposição proporciona um tour pelo Patrimônio Cultural da Amazônia ao Centro-Sul. A mostra reúne obras de moradores de comunidades, grupos e segmentos que mantêm relação direta com a produção de bens culturais de natureza imaterial, como o Mamulengo, o Babau e o João Redondo – alguns dos nomes pelos quais é conhecido o Teatro de Bonecos Popular do Nordeste.

Ao promover os territórios, os saberes e práticas de comunidades tradicionais, a exposição Bens do Brasil busca movimentar a economia criativa e fortalecer identidades culturais. Quem for à mostra, que é gratuita, ainda poderá conferir as colchas e toalhas tecidas pelas artesãs da Renda Irlandesa de Divina Pastora (SE) e as cuias do Baixo Amazonas (PA), além de objetos associados à Festa do Divino Espírito Santo de Pirenópolis (GO) e do Complexo Cultural Bumba Meu Boi do Maranhão.

Exposição “Bens do Brasil: gente, saberes e tradições” no Centro de Referência do Artesanato Brasileiro do Sebrae (CRAB). Foto: Pedro Brandão.

Serviço
Exposição ‘Bens do Brasil: gente, saberes e tradições’
Data: 20 de outubro a 18 de novembro de 2023
Ingresso: Entrada gratuita (apresentação de documento com foto)
Local: CRAB Sebrae
Endereço: Praça Tiradentes, 69 – Centro, Rio de Janeiro (RJ)

]]>
w55.tw - Mamulengo – w55.tw – w55.twhttps://www.wxhxkjgs.com/cultura-empreendedora/artesanatos-do-patrimonio-cultural-compoem-a-exposicao-bens-do-brasil-no-rio-de-janeiro-rj/Wed, 11 Oct 2023 13:00:12 +0000https://www.wxhxkjgs.com/?p=17550Dos brinquedos de miriti que circulam em Belém (PA) durante o Círio de Nazaré aos produtos comercializados na Feira de Caruaru (PB), a Exposição “Bens do Brasil: gente, saberes e tradições”, realizada no Centro de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB) do Sebrae, no Rio de Janeiro (RJ), vai proporcionar um tour pelo Patrimônio Cultural da Amazônia ao Centro-Sul. De 19 de outubro a 18 de novembro, a mostra reunirá objetos e narrativas associadas a 12 bens culturais registrados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Com o evento, que tem entrada gratuita, Iphan e Sebrae querem levar o que há de mais precioso da cultura brasileira à população e turistas que circulam pela capital carioca.

Por meio de objetos e produtos dispostos em ambientes imersivos, a mostra vai contar a história das “gentes” do Brasil, também conhecidas como detentores do Patrimônio Cultural. Os detentores são os membros de comunidades, grupos e segmentos que mantêm relação direta com a produção de bens culturais de natureza imaterial, como o Mamulengo, o Babau e o João Redondo, alguns dos nomes pelos quais é conhecido o Teatro de Bonecos Popular do Nordeste. São instrumentos musicais, brinquedos, vestimentas e outros tantos objetos que são parte de 12 bens culturais, uma pequena parte dos 52 que são reconhecidos pelo Iphan como Patrimônio Cultural do Brasil.

Teatro de Bonecos Popular do Nordeste. Foto: João Lucas Santana.

“Será uma exposição riquíssima, quando os visitantes poderão se reconhecer e conhecer mais sobre a cultura brasileira, através do artesanato feito por comunidades de artesãos, artistas e detentores”, declarou o presidente do Iphan, Leandro Grass, destacando os Saberes e Práticas Associados ao Modo de Fazer Bonecas Karajá e o Sistema Agrícola Tradicional do Rio Negro como os bens indígenas que compõem a exposição.

A mostra é fruto de um acordo de cooperação técnica firmado em 2022 entre Iphan e Sebrae, o que já rendeu, em parceria com comunidades detentoras, a produção de um diagnóstico sobre a especificidade da comercialização de bens e produtos associados a bens registrados. Como resultado, as duas instituições publicaram uma revista digital e uma trilha de capacitação voltadas para artesãos e artesãs de todos os estados brasileiros, com cursos sobre temas como marketing e uso de redes sociais, visando à promoção do comércio de produtos feitos por esses profissionais. Na lista de objetos que os visitantes poderão conhecer na exposição, ainda estão as peças produzidas pelas paneleiras de Goiabeiras, em Vitória (ES), e as Violas de cocho dos mestres cururueiros do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

O que estamos fazendo é trabalhar para incentivar e economia criativa entre os diferentes grupos sociais formadores da memória, identidades e história. O Patrimônio Cultural do brasileiro é a maior riqueza deste país. Somos um povo rico em tradição e valores da nossa gente. Isso é um legado que precisamos mostrar ao mundo. Com essa exposição, queremos mostrar a potência que a cultura brasileira tem no empreendedorismo e no combate às desigualdades.

Décio Lima, presidente do Sebrae.

Ao promover os territórios e os saberes e práticas de comunidades tradicionais, a exposição “Bens do Brasil” também busca movimentar a economia criativa e fortalecer identidades culturais. Quem for ao evento ainda poderá conhecer as colchas e toalhas tecidas pelas artesãs da Renda Irlandesa de Divina Pastora (SE) e as cuias do Baixo Amazonas (PA), além de objetos associados à Festa do Divino Espírito Santo de Pirenópolis (GO) e do Complexo Cultural Bumba-meu-boi do Maranhão. Interagindo com cada bem, o visitante poderá redefinir sua própria identidade e se reconhecer como parte do povo brasileiro.

Serviço:

Exposição “Bens do Brasil”

Data: 19 de outubro a 18 de novembro de 2023
Local: CRAB Sebrae
Endereço: Praça Tiradentes, 69 – Centro, Rio de Janeiro (RJ)

]]>
w55.tw Mapa do site

1234