Fortune Rabbit - Venda – Fortune Rabbit – Fortune Rabbithttps://www.wxhxkjgs.comAcesse conteúdos jornalísticos, nos mais variados formatos, focados na informação como aliada das micro e pequenas empresasMon, 05 Dec 2022 15:59:16 +0000pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=6.2.3Fortune Rabbit - Venda – Fortune Rabbit – Fortune Rabbithttps://www.wxhxkjgs.com/economia-e-politica/pequenos-negocios-foram-responsaveis-por-8-a-cada-10-empregos-criados-em-outubro/Mon, 05 Dec 2022 15:59:16 +0000https://www.wxhxkjgs.com/?p=10137Pelo décimo mês consecutivo, as micro e pequenas empresas apresentaram saldo positivo na geração de empregos no país. De acordo com levantamento realizado pelo Sebrae, com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do mês de outubro, os pequenos negócios foram responsáveis por cerca de oito a cada dez novas vagas de trabalho criadas no país.  O saldo positivo de empregos gerados pelas empresas de todo o porte no Brasil, em outubro, foi de 159.454, sendo que apenas os pequenos negócios criaram 125.114, ou seja, 78,5% do total.

“Os postos de trabalho criados, no Brasil, apresentam uma redução 41% quando comparado com a média mensal dos últimos 5 meses, mas apesar dessa queda, todos esses números estão em consonância com a queda da taxa de desocupação disponibilizada pelo IBGE. Atualmente, essa taxa está em 8,3%. Em Janeiro desse ano, ela era de 11,2%. Uma diminuição considerável de quase 3 pontos percentuais sendo os pequenos negócios os grandes responsáveis por essa redução e mostram que são essenciais para a economia brasileira”, ressalta o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

No acumulado de 2022, o Brasil já acumula 2,320 milhões de novos postos de trabalho. As micro e pequenas foram as grandes geradoras de emprego com 1,661 milhão (71,6%) novas contratações. A participação das médias e grandes na geração de empregos é de 22% com 513 mil contratações. “O comparativo de 2021 com 2022 mostram cenários praticamente idênticos. Analisando apenas MPE e MGE, observa-se, em ambos períodos, as micro e pequenas empresas sendo responsáveis por aproximadamente 77% dos novos postos de trabalho gerados”, pontua o presidente do Sebrae.

Setores

Em relação aos sete setores da economia analisados, apenas as micro e pequenas empresas apresentaram saldo positivo em todos. As médias e grandes empresas apresentaram saldo negativo na Construção Civil e na Extrativa Mineral. No Serviços, o saldo de contratações dos pequenos negócios foi de 60,2 mil, mais do que o dobro das médias e grandes que aumentaram seus quadros em 29,1 mil novos contratados. As contratações pelos pequenos negócios do Comércio também foram bem superiores: quase cinco vezes mais dos que as médias e grandes. Foram 39,1 mil contra 8,3 mil.

No acumulado de 2022, nas MPE, do setor de Serviços, foram as que mais contrataram com 850.781 novos empregos, seguido pela Construção Civil, 274.679, e Comércio com 262.143. Nas MGE, Serviços também lidera com 327.511 novas contratações, seguido pela Indústria de Transformação, 176.161 novas contratações.

]]>
Fortune Rabbit - Venda – Fortune Rabbit – Fortune Rabbithttps://www.wxhxkjgs.com/economia-e-politica/pequenos-negocios-ganham-mais-prazo-para-renegociar-dividas-ativas-da-uniao/Mon, 31 Oct 2022 19:56:10 +0000https://www.wxhxkjgs.com/?p=9234O Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (31) traz a portaria PGFN/ME nº 9.444 da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), que dá mais prazo para os donos de pequenos negócios negociarem suas dívidas ativas da União. O novo prazo segue até 30 de dezembro de 2022, às 19h. Entre os acordos de transação com prazos estendidos, destacam-se o Programa de Regularização do Simples Nacional e a Transação de Pequeno Valor.

Os benefícios para quem aderir às renegociações incluem entrada facilitada, prazo ampliado para pagamento e desconto. O Programa de Regularização do Simples Nacional, por exemplo, permite que a entrada, referente a 1% do valor total das inscrições selecionadas, seja parcelada em até oito meses. O pagamento do saldo restante poderá ser dividido em até 137 parcelas mensais, com desconto de até 100% dos acréscimos legais (juros, multas e encargo legal).

O valor mínimo da parcela é de R$ 25 para microempreendedor individual (MEI) e R$100 para microempresa e empresa de pequeno porte. Essa modalidade abrange débitos inscritos até 31 de outubro de 2022 e a desistência de outra negociação para adesão a esta modalidade deve ser realizada até 30 de novembro de 2022.

Para aderir, basta acessar o Regularize, portal digital de serviços da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), no endereço eletrônico: https://www.wxhxkjgs.com/. Para pessoa jurídica é necessário ter cadastro no Regularize, inclusive os microempreendedores individuais (MEI). O acesso pode ser feito por senha, certificado digital ou por meio do portal e-CAC da Receita Federal, no menu “Dívida Ativa da União”.

Ao regularizar o seu negócio, o empreendedor pode obter a Certidão Negativa de Débitos (CND), ampliando o acesso a crédito e financiamentos, além de participar de compras públicas. Além da expedição da CND e da positiva com efeito de negativa (CP-EN), os acordos de transação trazem uma série de benefícios tais a suspensão de atos de cobrança administrativa ou judicial.

Transação de Pequeno Valor

Outra modalidade de acordo que teve o prazo prorrogado é o da Transação de Pequeno Valor, que possibilita ao contribuinte pagar os débitos inscritos em dívida ativa da União com benefícios, como entrada reduzida e descontos sobre o valor total. Essa modalidade abrange apenas débitos inscritos em dívida ativa há mais de um ano e cujo valor consolidado seja igual ou inferior a 60 salários-mínimos.

]]>
Fortune Rabbit - Venda – Fortune Rabbit – Fortune Rabbithttps://www.wxhxkjgs.com/economia-e-politica/pequenos-negocios-cumprem-expectativa-e-geram-mais-de-192-mil-empregos-em-setembro/Sat, 29 Oct 2022 19:33:12 +0000https://www.wxhxkjgs.com/?p=9207No mês de setembro, o Brasil criou 278.085 novas vagas de emprego. O resultado foi fortemente influenciado pelas micro e pequenas empresas, responsáveis por 192.463 mil vagas, o que corresponde a 69,2% do total de contratações – de acordo com análise do Sebrae, feita a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). No acumulado de 2022, o Brasil supera a marca de 2,1 milhões de empregos gerados, sendo as MPE responsáveis por mais de 1,5 milhão (71,2%). Os números corroboram a queda da taxa do desemprego, que em Setembro caiu para 8,7%, segundo o IBGE.

Assim como aconteceu em maio, junho e julho, todos os setores, em todos os portes apresentaram saldos de contratações positivos. Dentre os pequenos negócios, os setores que mais geraram empregos se mantém sendo os de Serviços (84.624), Comércio (50.675) e Construção (27.872). No segmento, o setor de Serviços continua sendo a principal força geradora de empregos do país com quase 786 mil (36,6%) postos de trabalho gerados.

O resultado mantém a tendência observada em agosto – o que, segundo o presidente do Sebrae, Carlos Melles, confirma que as MPE são o segmento com melhores condições para responder ao desafio da criação de empregos no país. “As micro e pequenas empresas seguem sustentando a geração de novos postos de trabalho no Brasil. Acreditamos que o aumento do prazo e as melhores condições para o pagamento de empréstimos do Pronampe dará ainda mais fôlego para esses empreendedores nessa reta final de 2022”.

No acumulado de 2022, o único estrato que continua com saldo negativo é o setor de Comércio das Médias e Grandes Empresas.

Números do Caged:

  • No acumulado de 2022, o Brasil supera a marca de 2,1 milhões de empregos gerados
  • As MPE são responsáveis por mais de 1,5 milhão (71,2%) desse total
  • Somente no mês de Setembro, foram 278.085 novos postos de trabalho
  • Todos os setores em todos os portes apresentaram saldos de contratações positivos
  • Nas MPE, os setores que mais geraram empregos são Serviços, Comércio e Construção
]]>
Fortune Rabbit - Venda – Fortune Rabbit – Fortune Rabbithttps://www.wxhxkjgs.com/economia-e-politica/papo-sebrae-financas-mostra-como-o-crowdfunding-de-investimentos-pode-ajudar-startups-a-escalar/Thu, 20 Oct 2022 13:58:36 +0000https://www.wxhxkjgs.com/?p=9034Dando continuidade à série Papo Sebrae de Finanças, está prevista mais uma live no You Tube, nesta quinta-feira (20), com o tema “Como o Crowdfunding de investimentos pode ajudar minha startup a escalar?”. Os convidados da vez são: Camila Nasser, da Plataforma Kria, e Guilherme Castro, da Agroflux. Eles vão explicar e tirar dúvidas sobre essa modalidade de investimento. A mediação será feita pela analista de Serviços Financeiros do Sebrae Maria Auxiliadora Umbelino.

Os encontros vão até o fim do ano e contarão com as participações de especialistas em finanças que atuam nas mais diversas áreas da economia. No total, serão quatro eventos realizados de setembro a dezembro de 2022, com transmissão pelo Youtube.

A primeira edição do Papo Sebrae de Finanças aconteceu no dia 29 de setembro, quando foram debatidos os cenários econômicos para os pequenos negócios e o que esperar para 2023. A live contou com a presença dos especialistas Juliana Inhasz, professora do Insper, e do economista-chefe do Banco do Nordeste, Luiz Esteves, que trataram sobre o atual momento econômico e trouxeram dicas aos pequenos negócios sobre como se prevenir e superar as dificuldades financeiras.

Confira a programação completa:

20/10 – Como o Crowdfunding de investimentos pode ajudar minha startup a escalar?
10/11 – Empresas Simples de Crédito – Alternativa de Acesso a Crédito para Pequenos Negócios
23/11 – Crédito para Energias Renováveis

]]>
Fortune Rabbit - Venda – Fortune Rabbit – Fortune Rabbithttps://www.wxhxkjgs.com/economia-e-politica/sebrae-se-une-a-caixa-para-formalizar-30-milhoes-de-mulheres-empreendedoras-no-pais/Mon, 17 Oct 2022 21:09:13 +0000https://www.wxhxkjgs.com/?p=8959Com o objetivo de possibilitar a independência financeira de mulheres de todo o país por meio do empreendedorismo, foi lançado nesta segunda-feira (17) o Caixa Pra Elas – Empreendedoras. A iniciativa conta com o apoio do Sebrae para atender 30 milhões de mulheres empreendedoras, com atenção especial àquelas em situação de mais vulnerabilidade e beneficiárias do Auxílio Brasil.

Coletiva de imprensa no lançamento do Caixa Pra Elas – Empreendedoras em Brasília. Crédito: Felipe Costa.

Durante o evento, o presidente do Sebrae, Carlos Melles, destacou que a entidade está preparada para enfrentar o desafio de apoiar as mulheres que sonham em ter seu próprio negócio. “É um desafio prazeroso pois não há nada melhor do que servir e contribuir para a realização de sonhos e o Sebrae se coloca neste papel de acolhimento, seja presencialmente ou virtualmente, oferece cursos on-line e gratuitos e ainda atua para o acesso ao crédito orientado, o que considero o mais importante”, declarou.

A iniciativa faz parte da estratégia de promover uma série de ações voltadas para as mulheres que desejam se formalizar ou precisam de incentivo para desenvolver os seus pequenos negócios. Além disso, oferece produtos e serviços personalizados para o público feminino e integra uma rede de proteção para barrar a violência contra a mulher.

As ações do Caixa Pra Elas – Empreendedoras foram estruturadas em uma rampa empreendedora dividida em três frentes: formalização e instruções para atuar como microempreendedoras individuais (MEI); capacitação com mais de 200 horas de cursos on-line e gratuitos do Sebrae e acesso a soluções bancárias e de crédito com condições mais vantajosas.

A presidente da Caixa, Daniella Marques, no lançamento do Caixa Pra Elas – Empreendedoras em Brasília. Crédito: Felipe Costa.

Na ocasião, a presidente da Caixa, Daniella Marques, destacou o empreendedorismo como oportunidade que vai além de geração de renda. “É preciso entender o empreendedorismo não somente como uma ferramenta de redução de desigualdade para todos, mas, principalmente, como uma porta de saída de relações abusivas, e os nossos produtos e serviços foram criados com serviços exclusivos para as mulheres”, ressaltou.

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Cristiane Brito, foi uma das autoridades que prestigiaram o evento na sede da Caixa Cultural, em Brasília. Segundo ela, o programa trata da liberdade das mulheres do ponto de vista dos direitos humanos. “Mais de 45% das famílias brasileiras são chefiadas por nós, mulheres. Então, quando falamos de autonomia econômica, falamos da oportunidade desta mulher voltar a sonhar e isso inclui a prevenção de todos os tipos de violência no seio familiar.”

Acesso a crédito

Até 19 de novembro, Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino, estão previstas diversas ações de atendimento do Sebrae e da Caixa com foco no atendimento às mulheres por todo o país, em mutirões programados. O primeiro deles será nesta terça-feira (18), no Mega Polo de Moda, em São Paulo. O programa vai disponibilizar R$ 1 bilhão em crédito para as mulheres empreendedoras que buscarem atendimento.

As linhas de crédito oferecidas para as mulheres também serão customizadas para melhor atender às necessidades de acordo com cada perfil, seja empreendedora informal, recém-formalizada ou já formalizada há mais de 12 meses. De imediato, o crédito oferecido é de até R$ 1 mil, mas, após três meses, será possível realizar a antecipação de recebíveis ou da maquininha de acordo com o faturamento.

A partir de sete meses de negócio, a empreendedora pode contar com o Crédito MEI, por meio do microcrédito do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas do Sebrae (FAMPE). Aos 12 meses, o crédito oferecido pode ser de até R$ 300 mil, por meio do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), FAMPE e outras linhas de crédito disponíveis.

]]>
Fortune Rabbit - Venda – Fortune Rabbit – Fortune Rabbithttps://www.wxhxkjgs.com/economia-e-politica/solucao-criada-pelo-sebrae-permite-que-pequenos-negocios-emitam-nota-fiscal-eletronica-gratuitamente-pela-internet/Thu, 06 Oct 2022 18:09:39 +0000https://www.wxhxkjgs.com/?p=8803Com objetivo de facilitar a dinâmica contábil e financeira dos donos de micro e pequenos negócios, o Sebrae oferece, a partir desta quinta-feira (6), o novo Emissor de Nota Fiscal Eletrônica (NFe). A ferramenta foi aperfeiçoada com uma interface mais moderna, intuitiva e segura, após aumento da procura pelo serviço totalmente gratuito. Na fase de migração, iniciada em junho, com acesso apenas para os usuários do antigo sistema, a solução digital já atingiu R$ 1 milhão em notas fiscais emitidas.

“A partir de agora, o Sebrae oferece um software em formato web, com uma arquitetura totalmente repaginada e de fácil acesso para os empreendedores. A principal novidade é que não será mais necessário instalar o software no computador e ele ficará acessível pela internet direto pelo navegador. Isso permite a utilização em qualquer dia, lugar e hora, basta estar conectado à internet, sem precisar estar necessariamente utilizando um computador específico”, explica o analista de Soluções do Sebrae Nacional Hugo Lumazzini, responsável pela implementação do projeto.

A ferramenta desenvolvida pelo Sebrae inclui tecnologia para gestão das notas fiscais, permitindo que os empresários façam a emissão, cancelamento e até mesmo correções, cadastro de produtos e fornecedores de forma facilitada. Com exceção do Microempreendedor Individual (MEI), que é dispensado de emitir nota fiscal para vendas para pessoa física (PF), todos os outros tipos de pequenos negócios são obrigados a emitir o documento.

Para usar o novo Emissor de Notas Fiscais NF-e, basta clicar aqui para ser direcionado para o Portal do Sebrae e preencher o cadastro com as informações solicitadas, entre elas o certificado digital da micro e pequena empresa. Como a ferramenta é toda operada em nuvem, ou seja, os dados da empresa e dos produtos ficam salvos no sistema, o dono do negócio pode emitir a NF-e de onde estiver.

Caso o empreendedor ou contador tenha dúvidas na operação do novo sistema, o Sebrae oferece suporte pelo 0800 570 0800, além de um manual no menu “Ajuda’’, da ferramenta.

“Sem a menor dúvida, atualmente o sistema emissor de notas fiscais e os cursos a distância são os produtos mais consumidos digitalmente no Sebrae. Oferecer soluções mais modernas, ágeis e fáceis faz parte do nosso compromisso de estar ao lado dos empreendedores no dia a dia da sua operação, auxiliando o seu crescimento”, conclui Lumazzini.

]]>
Fortune Rabbit - Venda – Fortune Rabbit – Fortune Rabbithttps://www.wxhxkjgs.com/economia-e-politica/dia-da-micro-e-pequena-empresa-evidencia-a-importancia-dos-empreendedores-para-o-brasil/Tue, 04 Oct 2022 19:00:23 +0000https://www.wxhxkjgs.com/?p=8719Não há freio para os pequenos negócios no Brasil. Em mais um Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa (MPE), o setor comemora a marca de 72% dos empregos gerados no país somente no primeiro semestre de 2022, chegando a 30% do Produto Interno Bruto (PIB) e 99% dos empreendimentos brasileiros, ou seja, 18,5 milhões de pequenos negócios. “Não é exagero afirmar que as micro e pequenas empresas voltaram a ser a locomotiva que puxa a economia brasileira”, argumenta o presidente do Sebrae, Carlos Melles, neste 5 de outubro de 2022.

Confiraaqui a homenagem do Sebrae aos pequenos negócios do Brasil.

A maioria desse contingente expressivo de negócios é formada por Microempreendedores Individuais (MEI), profissionais que decidiram apostar no empreendedorismo faturando até R$ 81 mil por ano e que hoje já são 11,5 milhões espalhados por todo o país. Já as microempresas, aquelas cujo faturamento não ultrapassa R$ 360 mil, e empresas de pequeno porte, com caixa entre R$ 360 mil e R$ 4,8 milhões, somam 6 milhões e 1 milhão de CNPJs, respetivamente.

-

O Sudeste continua a concentrar o maior percentual de MPE, com 51% dos números totais. Atrás estão o Sul, com 19%, e o Nordeste, com 17%. Centro-Oeste e Norte ficam mais distantes, com 9% e 5%, nessa ordem. Com relação ao tipo de atividade, também mantém a liderança o segmento de Serviços, respondendo por 9,1 milhões de cadastros. Comércio vem em segundo, com 6,1 milhões de pequenos negócios; já a Indústria contabiliza 1,8 milhão de empresas.

Os bons números se mantêm mesmo com os últimos anos desafiadores em decorrência da pandemia de Covid-19. Boa parte dos empreendedores precisou buscar mais recursos para seguir com seu negócio. Levantamento do Sebrae mostra que, até setembro de 2022, o sistema bancário concedeu mais de 390 mil empréstimos somente neste ano.

Em termos comparativos, o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), que em 2022 passou a incluir os MEI na sua nova fase, que teve início em julho, já viabilizou R$ 27,8 bilhões em operações para pequenos negócios. O Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe), gerido pelo Sebrae, bateu R$ 2,9 bilhões, enquanto o Programa Emergencial de Acesso a Crédito (FGI PEAC) atingiu R$ 6,8 bilhões.

Para Melles, um mercado de crédito mais acessível para os pequenos negócios, combinado com uma maior qualificação e capacitação dos empreendedores, pode gerar um grande crescimento e desenvolvimento econômico.

“As micro e pequenas empresas já mostraram que, na medida em que recebem o suporte de políticas públicas eficientes, são capazes de responder imediatamente com a geração de novos empregos, aumento da geração de renda e arrecadação de tributos”, frisa o presidente do Sebrae.

“É preciso evoluir na disponibilidade e concessão de crédito direcionado e incentivado aos pequenos negócios, reduzindo o custo, a burocracia e as exigências de garantias, buscando também a simplificação da documentação”, complementa.

A fim de continuar mantendo o bom desempenho dos pequenos negócios brasileiros, o Sebrae fornece apoio aos empreendedores por meio do fomento à inovação e qualificação. Ao todo, são 280 capacitações on-line e gratuitas e 2.840 unidades de atendimento de operação. E, em 2022, a instituição reforça seu compromisso com os donos de micro e pequenas empresas no Brasil, completando 50 anos ao lado dos empreendedores.

Sobre o Sebrae 50+50

Em 2022, o Sebrae celebra 50 anos de existência, com atividades em torno do tema “Criar o futuro é fazer história”. Denominado Projeto Sebrae 50+50, a iniciativa enfatiza os três pilares de atuação da instituição: promover a cultura empreendedora, aprimorar a gestão empresarial e desenvolver um ambiente de negócios saudável e inovador para os pequenos negócios no Brasil. Passado, presente e futuro estão em foco, mostrando a evolução desde a fundação em 1972 até os dias de hoje, com um olhar também para os novos desafios que virão para o empreendedorismo no país.

]]>
Fortune Rabbit - Venda – Fortune Rabbit – Fortune Rabbithttps://www.wxhxkjgs.com/economia-e-politica/banco-do-brasil-lanca-movimento-de-apoio-as-micro-e-pequenas-empresas/Tue, 04 Oct 2022 16:00:38 +0000https://www.wxhxkjgs.com/?p=8731Nesta semana em que se comemora o Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa (5/10), tem início a MPE Week, um movimento do BB que tem a finalidade de apoiar as micro e pequenas empresas e fomentar o crescimento de parceiros e clientes. Qualquer empresa, cliente ou não do BB, poderá promover seus produtos e serviços na plataforma digital criada especialmente para a MPE Week. O Banco fará a divulgação das ofertas para mais de 26 milhões de clientes pessoas físicas, além do público geral, que também pode aproveitar as ofertas.

“O comprometimento com o sucesso do cliente é o principal pilar na construção desse movimento. Sabemos da importância das micro e pequenas empresas na economia e com a MPE Week, o Banco busca apoiá-los no seu crescimento por meio de ofertas de benefícios e também na divulgação dos seus produtos e promoções”, destaca Carlos Motta, vice-presidente de negócios de varejo do BB.

O Sebrae é parceiro desta iniciativa, promovendo a MPE Week para as micro e pequenas empresa de sua base de atendimento. “Ao apoiar iniciativas como essa, que valorizam e potencializam os pequenos negócios, estamos cumprindo a nossa missão. Hoje as micro e pequenas empresas são responsáveis por 70% dos empregos do país. O Sebrae tem capilaridade, temos mais de 5 mil pontos de atendimento próprios e com parceiros por todo o território nacional”, afirma o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

Na última edição em 2021, a MPE Week teve a participação de mais de 48 mil empresas, que disponibilizaram mais de 61 mil ofertas, contribuindo para um incremento de faturamento de mais de R$ 515 milhões para as MPEs no período da ação (valor calculado considerando os vouchers de desconto emitidos pelos clientes PF).

Neste ano, a ação acontece em duas fases. A primeira, de 3 a 14 de outubro, é o momento de cadastramento das empresas e suas ofertas exclusivas para a MPE Week no Portal do BB, pelo endereço ligapj.com.br/mpeweek. A segunda fase vai de 17 a 28 de outubro, quando acontece o convite ao público para aproveitar as vantagens em duas semanas repletas de ofertas imperdíveis.

Ofertas do BB

O próprio Banco do Brasil também promoverá descontos e ofertas especiais em produtos e serviços para as empresas, como: crédito (capital de giro e antecipação de recebíveis), contratação de soluções para fluxo de caixa (maquininha de cartão, boletos), seguros, consórcios e investimentos, bônus de milhas no programa BB Relaciona Empresas, além de descontos em ofertas em diversos parceiros varejistas. E nesse ano, serão realizados sorteios de prêmios em dinheiro para as empresas participantes.

Inovação e empreendedorismo

Haverá ainda a integração da plataforma Liga PJ (ligapj.com.br) com a plataforma da MPE Week. A Liga PJ é um espaço para troca de informações, experiências e conexões negociais entre empreendedores e parceiros, criada pela BB. Trata-se de um hub de informações, soluções e oportunidades, com conteúdo relevante, para atuar nas principais necessidades das micro e pequenas empresas, independentemente do estágio ou nível de sua jornada empreendedora.

Sobre a MPE Week

A MPE Week iniciou em 2018, e teve como inspiração o movimento “Compre do Pequeno” coordenado pelo Sebrae, que propõe a valorização do pequeno comércio local como estratégia de crescimento e fortalecimento da economia dos municípios. Quanto maior o consumo local, existe mais dinheiro em circulação, o que favorece o crescimento dos empreendimentos existentes e a criação de novos, fomentando a geração de emprego e renda, retenção de talentos e impulsionando o crescimento econômico da localidade.

]]>
Fortune Rabbit - Venda – Fortune Rabbit – Fortune Rabbithttps://www.wxhxkjgs.com/economia-e-politica/segundo-trimestre-registra-alta-de-57-na-concessao-de-credito-para-pequenos-negocios/Wed, 21 Sep 2022 11:12:26 +0000https://www.wxhxkjgs.com/?p=8433A concessão de crédito para os pequenos negócios cresceu mais de 57% no segundo trimestre de 2022 em relação aos três primeiros meses do ano, chegando a R$ 92,8 bilhões, aponta levantamento realizado pelo Sebrae com base em dados do Banco Central (Bacen). No total, de janeiro a junho, houve um acréscimo de 0,62% quando comparado ao mesmo período de 2021, totalizando R$ 151,9 bilhões concedidos em operações de crédito para Microempreendedores individuais (MEI), micro e pequenas empresas.

“Acredito que houve nos últimos anos, sobretudo, um maior conhecimento por parte das instituições financeiras sobre quem são os pequenos negócios no país”, afirma o presidente do Sebrae, Carlos Melles. Esse pode ser um dos motivos para que o trimestre tenha alcançado a maior concessão de crédito para o segmento da série histórica. “Os donos de micro e pequenas empresas passaram a ser também conhecidos por seu comportamento em relação ao crédito. Os programas emergenciais, a exemplo do bem-sucedido Pronampe, foram muito importantes e os pequenos negócios, sendo bem orientados e assistidos nessa jornada de crédito, mostraram que os recursos foram utilizados de forma produtiva, gerando, assim, histórico de pagamentos de empréstimos, mostrando-se também resilientes à pandemia e capazes de modificar seus negócios e manter os níveis de inadimplência baixos”, acrescenta.

Esse reconhecimento do mercado fica claro em outro ponto abordado pelo estudo, com a alta de 2,5% na quantidade de tomadores de crédito no sistema financeiro nacional na soma de abril, maio e junho, em termos comparativos com os meses de janeiro, fevereiro e março. No acumulado de um ano – contando a partir do segundo trimestre de 2021, a evolução foi de 14%, pulando de 6,4 milhões para 7,3 milhões de tomadores de crédito. “Em 2016, eram somente cerca de 5 milhões, o que mostra a importante e necessária evolução do mercado de crédito para essas empresas”, explica.

Na mesma esteira, o valor médio das operações também subiu significativamente, favorecido pelos programas emergenciais de crédito durante a pandemia. Melles argumenta que no começo de 2020, por exemplo, o valor médio das operações de crédito dos pequenos empreendimentos girava em R$ 10,3 mil. Agora, no segundo trimestre de 2022, atingiu quase R$ 18 mil.

Nesse contexto, as empresas de pequeno porte e os MEI foram os que mais realizaram operações de crédito, respondendo por um aumento 26,3% e 16%, respectivamente, entre o segundo trimestre de 2020 e o mesmo período deste ano. No montante final, o setor conta com um avanço de 14% na carteira de operações realizada nessa janela de tempo analisada pelo Sebrae, partindo de 26,2 milhões e alcançando 29,3 milhões.

Inadimplência estável

Mesmo com os números positivos verificados no segundo trimestre do ano, os dados acerca da inadimplência de pequenos negócios permanecem praticamente estáveis. Ainda assim, o presidente do Sebrae, Carlos Melles, faz um alerta aos empreendedores: “todo crédito tomado hoje é uma dívida e se torna uma obrigação a ser paga no futuro. Portanto é lá, no futuro, que a empresa precisa estar financeiramente saudável e robusta”. Ele cita o programa Crédito Assistido, criado pelo Sebrae em 2020. “Apoiamos os empreendedores a praticarem o que chamamos de tomada de crédito consciente, de forma que a decisão de buscar um empréstimo seja feita de forma muito bem planejada, orientada e em prol do desenvolvimento dos negócios”, esclarece.

Os dados divulgados pelo Bacen ainda não incorporam as novas rodadas de crédito nos âmbitos do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) e do Programa Emergencial de Acesso a Crédito (FGI PEAC), que passaram a operar no terceiro trimestre de 2022.

]]>
Fortune Rabbit - Venda – Fortune Rabbit – Fortune Rabbithttps://www.wxhxkjgs.com/economia-e-politica/acesso-a-credito-para-pequenos-negocios-e-fundamental-para-viabilizar-investimentos/Mon, 05 Sep 2022 12:31:35 +0000https://www.wxhxkjgs.com/?p=8218A proximidade das eleições de outubro abre uma enorme janela de possibilidades para o debate sobre a importância da agenda do empreendedorismo para o país. Dados do Sebrae mostram que os pequenos negócios representam 99% de todas as empresas brasileiras e foram responsáveis, no primeiro semestre de 2022, pela criação de 7 em cada 10 empregos formais. Nesse contexto, o tema do crédito assume papel estratégico. Apesar da retomada pós-pandemia, as MPE ainda enfrentam dificuldades e a melhoria do acesso a empréstimos pode ser fundamental para impulsionar a produtividade e a competividade desses negócios. Pesquisa feita pelo Sebrae no último mês de maio revelou que 59% dos pequenos negócios têm mais de 1/3 dos seus custos mensais comprometido com dívidas. Entre os microempreendedores individuais (MEI) essa proporção era ainda maior (67%).

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, destaca que um mercado de crédito mais acessível para os pequenos negócios, combinado com uma maior qualificação e capacitação dos empreendedores, pode gerar um grande crescimento e desenvolvimento econômico, aliado ao desenvolvimento social no país. “As micro e pequenas empresas já mostraram que, na medida em que recebem o suporte de políticas públicas eficientes, são capazes de responder imediatamente com a geração de novos empregos, aumento da geração de renda e arrecadação de tributos. “É preciso evoluir na disponibilidade e concessão de crédito direcionado e incentivado aos pequenos negócios, reduzindo o custo, a burocracia e as exigências de garantias, buscando também a simplificação da documentação”, ressalta.

Obstáculos para o crescimento 

O período da pandemia da Covid-19 deixou mais evidente a grande dificuldade que os pequenos negócios têm de acessar o mercado de crédito e a necessidade de ampliação da quantidade de agentes financeiros voltados a atender as demandas do segmento. São vários os obstáculos encontrados pelos donos de pequenos empreendimentos na hora de buscar um financiamento.  “Desde as operações mais simples como antecipação de recebíveis ou crédito para capital de giro, passando por financiamento de máquinas, equipamentos ou projetos de investimentos, até o crédito para pesquisa, desenvolvimento e inovação. Existem ainda diversas barreiras que dificultam o acesso do empreendedor”, enumera Melles.

Segundo levantamentos periódicos feitos pelo Sebrae, os donos de pequenos negócios ainda recorrem às linhas menos saudáveis de empréstimo/financiamento tais como cheque especial, cartão de crédito e compras a prazo com fornecedores. A pesquisa também indicou que, na opinião dos empreendedores, os maiores obstáculos para a efetivação das operações são as altas taxas de juros, as exigências de garantias e o excesso de documentação exigida pelas instituições financeiras.

Sebrae nas Eleições

Nesse momento em que os holofotes da mídia e os olhares dos eleitores brasileiros estão voltados para as propostas de políticas públicas feitas pelos candidatos, em nível estadual e federal, o Sebrae lançou a campanha “Quem apoia os pequenos negócios, apoia o Brasil” voltada a enfatizar para a população a importância das micro e pequenas empresas para a economia do país e para a sociedade. Paralelamente, a instituição formulou um documento onde reúne um conjunto de propostas para 10 temas considerados mais estratégicos para as MPE, entre eles o problema do crédito. Esta é a primeira matéria de uma série que a ASN vai publicar sobre os 10 temas ao longo dos próximos dias.

Confira abaixo algumas propostas do Sebrae para os presidenciáveis sobre a agenda do Crédito para as MPE:

  • Prever recursos no orçamento anual para o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte – Pronampe;
  • Ampliar a disponibilidade de recursos nos fundos garantidores nacionais, priorizando o crédito assistido para os pequenos negócios;
  •  Instituir, regulamentar e ampliar linhas de crédito direcionado ao pequeno negócio, com redução de custo do crédito bancário, ampliação do seu acesso, desburocratização e simplificação, principalmente quanto à documentação contábil e fiscal;
  • Promover e estimular a inclusão de novos atores no sistema financeiro, fomentando a criação de cooperativas de crédito, empresas simples de crédito e fintechs;
  • Autorizar as Cooperativas de Crédito a acessarem os recursos dos Fundos Constitucionais.

Cliqueaquie veja o documento completo com as propostas do Sebrae para a agenda das Eleições 2022.

Sobre o Sebrae 50+50

Em 2022, o Sebrae celebra 50 anos de existência, com atividades em torno do tema “Criar o futuro é fazer história”. Denominado Projeto Sebrae 50+50, a iniciativa enfatiza os três pilares de atuação da instituição: promover a cultura empreendedora, aprimorar a gestão empresarial e desenvolver um ambiente de negócios saudável e inovador para os pequenos negócios no Brasil. Passado, presente e futuro estão em foco, mostrando a evolução desde a fundação em 1972 até os dias de hoje, com um olhar também para os novos desafios que virão para o empreendedorismo no país.

]]>
Fortune Rabbit Mapa do site

1234